Laser Transdérmico

Como funciona o laser transdérmico?



O laser transdérmico é considerado uma escleroterapia térmica. Isso porque a luz emitida pelo aparelho é absorvida pelo sangue, provocando seu aquecimento, sem provocar o aquecimento dos tecidos que estão em volta. O calor gerado promove a contração e consequente oclusão da veia.

Quais as vantagens do laser transdérmico?

O tratamento com laser transdérmico apresenta duas vantagens.

 

Uma é que a dor tende a ser menor durante o procedimento porque ele é realizado combinado com o resfriamento da pele através de um jato de ar gelado que promove analgesia temporária.

 

A segunda vantagem é que, na maioria das vezes, combinamos o laser transdérmico com a escleroterapia líquida para potencializar os resultados.

Qual a indicação do laser transdérmico?

O tratamento é indicado principalmente para veias reticulares e vasinhos e, assim como na escleroterapia líquida, a exposição solar deve ser evitada.

O tipo de pele interfere no tratamento com laser transdérmico?

O tipo de pele interfere nesse tipo de tratamento, uma vez que a melanina das peles mais escuras tende a absorver a luz.

 

No entanto, o laser não chega a ser contraindicado. O cirurgião vascular deve apenas regular os parâmetros do aparelho para cada tipo de pele específico.